O projeto Barbeiros Nômades

por Samuel Tonin outubro 27, 2015 0 Comentários

Em Bom Jesus dos Perdões, no interior de SP, mora um barbudo que vem tocando um projeto muito bacana pela região: o Barbeiros Nômades Núcleo Atibaia. 

Pelo menos duas vezes por mês, Ricardo Kovacsik pega sua tesoura e navalhete para fazer barba, cabelo e bigode de pessoas carentes que são atendidas por um centro de convivência da cidade.

“Dois dias por semana, eles liberam o chuveiro do centro, recolhem a roupa, lavam e devolvem ela limpa para quem vive na rua. Há uns cinco meses vou lá cortar o cabelo e fazer a barba deles, é um compromisso sagrado pra mim”, conta Ricardo, que, por indicação de um amigo, entrou em contato com os fundadores do Nômades, surgido no RJ, para começar o projeto em Atibaia.

“Você vê o cara com a autoestima tão lá embaixo que às vezes nem no centro ele vai… Aí depois de barba feita, ele vem e te dá um abraço, é muito gratificante! Uma vez, teve um cara com uma entrevista de emprego marcada que saiu com barba e cabelo arrumados, voltou pra contar que tinha conseguido a vaga e falou ‘imagina se eu não tivesse vindo aqui…’ Pra muitos de nós, não é nada, mas foi um jeito de aquele cara chegar aparentado para a entrevista.”

Quem quiser ajudar, ele explica, pode doar materiais (gel, lâminas etc.), ou, no caso de barbeiros, a própria mão de obra. De toda forma, Ricardo pede que entrem em contato pelo e-mail projetobarbeirosnomadesatibaia@gmail.com.

“Cada um faz um pouco, não precisa ser só com corte. Já apareceram núcleos dos Barbeiros Nômades em Minas Gerais e até no Rio Grande do Norte.”

Agora o Ricardo planeja fazer uma sessão na Cracolândia, na capital paulista, com um grupo de 10 pessoas.

Outro plano é visitar a tradicional Schorem, em Roterdã, na Holanda, referência em barbearia “old school”.

Foi depois de conhecer a Schorem e esse movimento de barbeiros que Ricardo se animou a fazer curso de barba e abrir, há sete meses, a JK Barbearia, em Atibaia.

“Comecei a me identificar totalmente com o trabalho daqueles caras. Demorei a me encontrar! Já tive sorveteria, loja de recarga de cartucho, trabalhei com estamparia de camiseta…”

Nos três primeiros meses de negócio, diz ele, “dava até desespero”, mas no sexto mês a coisa engrenou. “Cada dia vinha clientes novos, pessoal que retornava e indicava… Sexta-feira é raro ter um horário vago na agenda. Meu corte leva 45 minutos, estabelecemos praticamente um vínculo de amizade. Tem gente que fala que é como uma terapia, já deixa marcado pra semana seguinte. Tem toda uma magia.”

Enquanto manda ver no pincel e navalhete, uma vitrola ajuda a reforçar esse clima. No som, rola de Elvis Presley a Beastie Boys. “O pessoal adoral o barulhinho do vinil.”

Pois é essa a vibe, do rock ao hip-hop, que Ricardo imprimiu na Mixtape que fez pro Sobrebarba. Então senta aí na cadeira do barbeiro, coloca o fone e aperta o play:

[ Assine e ouça a Mixtape também no Spotify ]


Samuel Tonin
Samuel Tonin

^

Publicitário, ciclista, gamer e aspirante a baixista nas horas vagas. Fundador da Sobrebarba.


Leia também

Transformando uma Barba Lenhador em um Beardstache
Transformando uma Barba Lenhador em um Beardstache

por Samuel Tonin abril 27, 2021 0 Comentários

Finalmente chegou o dia de aparar a barba e mandar ver num Beardstache: aquele estilo de barba bem curtinha com o bigodão mais evidente. Pega essas dicas aqui.

Ver artigo completo →

A Grande Diferença entre as Barbas Banholz e Old Duch
A Grande Diferença entre as Barbas Banholz e Old Duch

por Samuel Tonin abril 21, 2021 0 Comentários

Seguindo a série de posts sobre estilos de barba, chegou a vez da Bandholz e Old Duch: o que são esses estilos, de onde eles surgiram e o que você precisa fazer pra deixar a barba assim.

Ver artigo completo →

BARBA DURA: COMO DEIXAR OS PELOS MAIS MACIOS
Barba Dura: Como Deixar os Pelos Mais Macios

por Samuel Tonin abril 16, 2021 0 Comentários

Já sentiu sua barba mais dura, com pelos rígidos e desalinhados? Conheça um jeito simples simples pra que sua barba fiquem mais macia e fáceis de alinhar.

Ver artigo completo →